PRIMEIRO ANO DE EXISTÊNCIA DA PEGFACILFORTALEZA: MUITOS MOTIVOS PARA COMEMORAR!

A PegFacilFortaleza rompeu a barreira de 1 ano de vida. Celebrar o primeiro ano existência de uma marca não é para muitos. É apenas para aqueles que sonham, planejam, focam e batalham diariamente para que isso seja possível. Ter uma empresa é viver em constante batalha para sobreviver nesse mercado cada vez mais competitivo.

E por que celebrar um 1 ano de existência é tão importante?

A importância repousa no fato de que vários estudos e pesquisas já mostraram que das empresas abertas no Brasil, a maioria fecha as portas antes do segundo ano de existência. Os motivos são bastante conhecidos. Porém os mais relevantes são: falta de planejamento, conhecimento do mercado, familiaridade com a essência do negócio e o desconhecimento de uma coisa chamada empreendedorismo.

Não é nenhuma novidade a importância de se elaborar um plano de negócio para todo novo negócio. Não só isso: que todo tipo de negócio (empresa, produto, serviço, etc.), seja novo ou já existente, necessita de um bom plano de negócios. Partindo dessa premissa seria salutar imaginar que toda e qualquer pessoa que sonha em empreender, iniciasse sua empreitada a partir da elaboração de um bom planejamento de negócio.

Mas nem sempre é isso o que acontece. Muitos pequenos empresários iniciam seu negócio se valendo apenas da experiência adquirida na profissão, ou do tempo de experiência em alguma empresa em que trabalharam. Então, por oportunidade ou necessidade, esse funcionário, depois de anos trabalhando numa empresa, ou após uma demissão, chega a conclusão que já tem conhecimento e experiência de sobra no que faz e decide abrir um negócio e trabalhar por conta própria. Este é o mais comum entre os sonhos e desejos da maioria dos brasileiros: ter o seu próprio negócio, ser o patrão e não o empregado e trabalhar por conta própria.

Mais um ponto de reflexão: já se sabe da importância da elaboração de um plano de negócio. Então, por que ele é tão negligenciado no momento da abertura do empreendimento? Será que ele realmente faz diferença na construção e na condução do negócio ou é apenas uma boa prática que pode ser deixada de lado?

Sabemos que no Brasil é muito fácil abrir uma empresa. A nossa legislação facilita que qualquer cidadão desde que esteja disposto a cumprir a Lei e pagar imposto, abra seu negócio. Para tanto, basta contratar um contador, pagar seus honorários e… Pronto! A tecnologia tem facilitado esse processo e em questão de uma semana a empresa está aberta. Sonho realizado! Você se tornou empresário.

Mas será que isso é suficiente?

Abrir uma empresa e ter sucesso nos negócios, porque tenho muita experiência na minha profissão, tenho boas ideias e agora tenho um CNPJ. A realidade tem se mostrado diferente: é preciso saber empreender e ter o mínimo de conhecimento sobre o mercado.

Isso não quer dizer que a experiência adquirida na profissão e o desejo de ser empresário não são importantes. Eles servem como fatores motivadores, que contam muito, mas que isolados não são suficientes para garantirem a sobrevivência e o sucesso de uma empresa.

Você sabe realmente quais são os fatores que contribuem para o sucesso de um negócio?

A minha Empresa acaba de completar o seu primeiro anos de existência. O que eu diria a você que está pensando em abrir um negócio, ou para alguém que já abriu e está trabalhando para o negócio dar certo. Aqui vão algumas dicas que podem ajudar e muito no crescimento e fortalecimento de uma empresa no mercado que se bem aplicadas, contribuem para manter seu negócio saudável e competitivo, seja ela de pequeno, médio ou grande porte.

1. Gestão qualificada

Ao decidir abrir um empreendimento, você deve se comprometer consigo mesmo a se tornar um bom gestor no âmbito administrativo. Se o seu negócio depende unicamente de você; se você for o único funcionário de sua empresa, o melhor é investir em conhecimento. Informe-se o máximo que puder sobre o seu ramo de atividade e torne-se uma autoridade no assunto.

Percebendo que não consegue realizar essa tarefa como deveria, é importante montar uma equipe que possa fazê-lo. Nunca deixe a gestão da sua empresa à deriva. Então invista em mão de obra qualificada; aposte no talento de pessoas dispostas a crescerem na vida e desenvolva potenciais dentro da sua empresa. Isso se aplica também na escolha dos seus fornecedores e parceiros.

2. Gastos, custos e finanças sólidas e equilibradas

Uma empresa com as finanças equilibradas consegue otimizar seus recursos financeiros para atingir suas metas e executar suas estratégias. Também mantém disponibilidades para cumprir compromissos futuros e gerar riquezas com a produção.

O controle geral dos gastos e dos custos de produção é essencial para o equilíbrio financeiro do seu negócio. Controlar consiste em conhecer a realidade e seus desvios em relação às expectativas e metas e agir para ajustá-la, sempre que necessário.

Este instrumento serve para orientar o processo de controle gerencial das despesas, partindo da mensuração sistemática dos custos e gastos da empresa e chegando ao controle da variação ocorrida no último período, com exemplos concretos.

A saúde financeira de uma empresa é o que ajuda a mantê-la por mais tempo atuante no mercado. Sendo assim, quando não há um planejamento a longo prazo ou o atingimento de metas, dificilmente essa companhia se manterá próspera.

3. Conheça seu mercado

Um dos mais óbvios dos fatores chave de sucesso de uma corporação é, também, um dos fatores mais negligenciados.

Conhecer bem o mercado de atuação, seus clientes, concorrentes e fornecedores devem ser a prioridade de um empresário, e isso pode ser feito por meio de coleta de informações e pesquisas de mercado. O conhecimento do mercado em que se pretende estabelecer o seu negócio é o que fará a diferença entre se tornar líder do segmento ou mais uma empresa esquecida. Faça um estudo detalhado do setor nos últimos anos e saiba tudo o que for possível sobre os seus concorrentes. São ferramentas que podem identificar demandas, mapear dados de interesse e até mesmo revelar problemas que não tinham sido vistos.

4. Relacionamento com os diferentes públicos

Ao se falar em estratégias de relacionamento com clientes, vêm logo à cabeça de muitos: almoços de negócios ou mesmo o envio de brindes de final de ano e cartas em datas comemorativas. Não quero dizer que isso não seja relevante, mas as modernas estratégias de relacionamento com clientes vão muito além disso, envolvendo, principalmente, a gestão de dados e informações captados nos diversos pontos de contato que sua empresa tem com eles.

Mas a verdade é que, se paramos para pensar sobre o dia a dia de uma companhia, independente do seu porte, percebemos que existem diferentes públicos com os quais ela atua. Dentre esses públicos estão os consumidores, os funcionários, os fornecedores, entre outros. Ter um bom relacionamento com cada um dos públicos relacionados ao cotidiano organizacional é fundamental, pois se houver qualquer rusga com um desses públicos é possível que se enfrente grande dificuldade mercadológica.

Aqui vai a dica de ouro: conhecer o público e desvendar as necessidades para depois oferecer o produto. Então o negócio é aproximar a sua empresa do cliente.

Mais uma dica: o relacionamento não termina na compra, começa exatamente ali. Com o aumento da concorrência, você precisa criar meios de conhecer e ser lembrado pelo cliente. Isso só se faz com bom atendimento, transparência e a permissão para que o cliente participe do seu negócio, fazendo críticas e sugestões. Crie programas de fidelização e conteúdo atrativo para nunca perder o contato com esse consumidor. Construa relação de confiança com seu público.

5. Desenvolvimento do mix de bons produtos e serviços de uma empresa

A consolidação de um negócio no mercado depende dentre vários fatores principalmente da observação da qualidade dos seus produtos e/ou serviços. Não se trata mais de um diferencial e sim de uma obrigação oferecer o que há de melhor com preços mais competitivos para os interessados.

Para buscar um melhor desenvolvimento de seus negócios, é muito importante considerar um fator em específico: ter um mix de produtos adequado. Mas, para alcançar esse objetivo, é imprescindível muito planejamento.

Apenas criar novas opções para o cliente e aprender na prática de tentativa e erro, não só é uma opção muito arriscada, como é uma decisão completamente equivocada que provavelmente trará muitos prejuízos à empresa.

6. Logística e canais de distribuição de produtos e serviços adequados

Ao canais de distribuição são as vias pelas quais os produtos viajam da empresa para os clientes finais. Um fluxo típico de produtos para lojas físicas começa com um fabricante, passa para as mãos dos distribuidores, depois para os varejistas, que comercializam e vendem os produtos e, finalmente, para os clientes finais.

Um dos pontos considerados como diferenciais nos últimos tempos é o que diz respeito à distribuição e logística dos produtos e/ou serviços. Isso acontece porque o público consumidor está cada vez mais exigente em relação a ter que esperar menos para ter o que deseja em mãos. Quanto melhor a experiência de compra do usuário, mais fácil será dele retornar como consumidor.

Hoje em dia, as maneiras pelas quais os consumidores esperam receber produtos estão evoluindo. Se você não passou muito tempo examinando sua estratégia de canal de distribuição, é provável que seu modelo de negócios esteja atrasado e não seja otimizado para as mudanças no mercado. Isso significa que você está perdendo uma oportunidade de criar lealdade do cliente, alcançar mercados mais amplos e maximizar lucros.

É nesse cenário permeado de incertezas, os empreendedores são chamados a corrigir suas rotas em busca da sobrevivência e do crescimento de seus negócios, em uma empreitada repleta de desafios e riscos. Para tanto, requisitos como automotivação, ousadia comprometimento e perseverança serão fundamentais para o alcance dos seus objetivos.

Para acompanhar as transformações serão necessários recursos para investimentos em novas tecnologias de modernização dos processos produtivos, de infraestrutura física, de logística, de comercialização, de tecnologias baseadas em rede e dotadas de conectividade que permitam a entrada nesse mundo cada vez mais digital e tecnológico. É neste contexto que o mercado de crédito desponta e exercerá papel fundamental na retomada e consolidação de um almejado ciclo de crescimento econômico. São oportunidades que os empreendedores terão para conseguir os recursos necessários para alavancar e colocar seus negócios em novos patamares de competitividade.

Essa pode ser a oportunidade que você precisava para transformar e ampliar seu negócio. Conheça aPegFacilFortaleza e suas modalidades de empréstimos, financiamentos e desconto de recebíveis, com taxas de juros mais baixas do mercado e prazos longos de pagamento, em parcelas que cabem no seu bolso. Cadastre-se em nosso sitewww.pegfacilfortaleza.com.br e faça jáuma simulação de empréstimo!

E assim a PEGFACIL FORTALEZA faz um ano. Um ano de trabalho sem limites para chegar até aqui. E de todo o caminho percorrido fica a GRATIDÃO! Parceiros clientes, amigos e familiares e todos os que colaboraram para a realização do sonho de empreender e ajudar outros empreendedores.

Então, hoje é dia de festa pois a nossa marca alcança seu primeiro ano de muito sucesso e realizações. Que esse ano se repita em infinitas vezes e que cada vez existam mais motivos para comemorar!

Ari Célio Reges Mendes

CEO e Fundador da PegFacilFortaleza